Quarta-feira, 27 de Setembro de 2006
Prayer

God grant me the serenity to accept the things I can not change

Courage to change the things I can

And the wisdom to know the difference

temas:
publicado por yuki às 11:32
link do post | conversar | favorito
Domingo, 24 de Setembro de 2006
Lenda das Amendoeiras (versão quase minimalista)

Conta a lenda que o rei dos Algarves, enamorado por uma bela escandinava, resolve pedi-la em casamento -  e casam!

Passados anos, a rainha começa a entrar em depressão e acaba de cama, doente.

O rei sem saber o que fazer, resolve contratar médicos e curandeiros, tudo para tentar recuperar a saude da sua tão bem amada.

O rei pergunta-lhe se ela quer jóias ou mais criados, mas ela responde sempre e apenas que sente falta da neve, tão branca e tão suave a neve do seu pais natal.

A isto um camponês lembrou ao rei que se plantasse amendoeiras por todo o reinado a sua rainha iria melhorar.

Depois de esgotados todos os esforços, o rei cedeu e mandou plantar amendoeiras por toda a parte.

Chegada a altura do florir, o rei pediu à sua amada que se assumasse à varanda do seu quarto e aí pode ela disfrutar de um campo branco, branco e lindo, como a neve no seu pais natal.

Recuperou a saude e deu ao reino um herdeiro e foram felizes para sempre!

temas:
publicado por yuki às 01:15
link do post | conversar | favorito
Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006
Raposódia das Quatro-Estações

Passou o Verão, o tempo dos gelados, dos refrescos e granizados. Dos vestidos de alças, dos chinelos de dedo e das cores alegres, tão alegres como a doce e reconfortante ideia das férias.

Passou a época da melância, dos escaldões nos ombros, dos dias a chorar pelo fresco do Outono.

Da deliciosa maresia ao final da tarde à beira-mar, do lambusar os dedos a chupar caracóis e de ver os dias a escurecem, bem tarde.

Do sabor a mar por todo o lado, do sabor a bem-estar só porque o sol brilha mais tempo, do sabor a energias renovadas.

Que bom que é o Verão, que pena que acabou o Verão.

Mal posso esperar pelas estaladiças e cheirosas castanhas assadas, pelo reconforto duma lareira acesa, pelo cheirinho a lenha queimada, pelo delicioso chocolate quente depois de uma bela caminhada na neve... a neve, ai que saudades!

De volta às golas altas, às camisolas macias e fôfas e quentinhas; de volta às frieiras e aos Cêgripes; de volta à saga das compras para o Natal;  de volta à magia da familia junta e em harmonia.

Depois chega a Primavera!

Que lindo que é ver o rebento das árvores, de novo as cores, de novo o florir, o energizar pelo cheirinho das flores, das melodias encantadas dos pássaros.

Que lindo que é o ritual de acasalamento entre as várias espécies do mundo.

Que lindo que é as alergias aos fenos, as overdoses de sensações deliciosas e regozijantes da aproximação do Verão.

Verão, o tal dos gelados a torto e a direito,o tal do trauma da celulite, o tal das  mil cores, das férias e de novo... tudo de novo.

Esqueci-me que entretanto ganhamos pêlos e rugas e cabelos brancos (os que teem sorte, porque à grande maioria caiem... tal como os peitos e a boca qd vemos passar por nós novas gerações e nos indignamos como o fizeram os nossos avós e etc, etc).

Tudo volta de novo, até a popa e a brilhantina.

Valha-nos o Verão...e o chocolate!  

 

 

 

temas:
publicado por yuki às 23:41
link do post | conversar | favorito
Domingo, 17 de Setembro de 2006
Die Vier Stadtmusikanten

Es war einmal ein Esel, der seinen Besitzer nicht mehr im Haus wollte, weil er sehr alt war.

Es lief fort und fand einen Hund. Der Hund sagt, dass sein Besitzer ihn auch sehr alt findet. Dann, haben die beiden ein Katze getroffen und die Katze sagte, sie kann keine Maus mehr fangen. Dann, traffen die drei den Hahn mit dem gleichen Problem, er war sehr alt.

Der Esel schlägt vor, sie könnten Musikanten von der Stadt Bremen werden. Die anderen waren damit zufrieden. Sie gingen weiter durch den Wald und haben ein Licht gesehen, so entscheiden sie sich dort zu übernachten.

Sie gingen weiter, aber wenn sie in der Nähe des Hauses sind, hörten sie Stimmen. Durch das Fenster sahen sie einige Räuber, die sich an einen gedeckten Tisch setzen.

Der Esel schrie, der hahn krähte, der Hund bellte und die Katze miaute, alle zusammen.

Die Räuber flohen sofort und dann haben die Tiere, so gegessen und getrunken so viel sie konnten.

Am Ende sind alle um den Herd eingechlafen.

[Brüder Grimm]

temas:
publicado por yuki às 22:32
link do post | conversar | favorito
Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006
Uma questão de rabos

Rabos são a parte preferida dos humanos.

Gostamos de vê-los nos outros, nas capas de revistas,... até gostamos deles nos bébés.

Quando estamos sózinhos, gostamos de coçá-los.

Perto da lareira gostamos de aquecê-los e quem, de entre nós, num momento de solidão não os acariciou discretamente?

Adoramos os nossos rabos.

Quando Deus nos deu os nossos rabos teve de pô-los atrás, para não passarmos a vida a olhar para eles!

Quando Deus criou o Rabo, não nos disse que dependiamos dele, e que era para lhe dar uso! Ele disse: - "Olhai anjos, eu criei o Rabo! Em anos vindouros homens e mulheres agarrarão nele e gritarão o meu nome!"

[in Coupling, série TV inglesa]

temas:
publicado por yuki às 21:18
link do post | conversar | favorito
Praga regresso

"Mãe estou tão alto!", todo contente o meu filhote voou de avião pela primeira vez.

Fomos a Praga com os meus pais também, e, que coisa mai linda!

Sobreviveram e eu também (:

Todo o dia a pé, a meu reboque por todo o lado, e ricos, ricos de cultura, foi assim que aterramos em Lisboa de volta, bem, assim e com mais uns calos nos pés.

Ponto turistico por excelência, Praga tem o seu próprio carisma, o seu próprio ritmo, a sua própria energia e força que transborda pela amabilidade das suas gentes (sempre cederam o lugar aos meus pais em todo o lado), pela limpeza das ruas, pelo oxigénio quase puro das suas ruelas, pelas concertos de musica em quase todas as igrejas, pela riqueza e digo, mesmo riqueza de ornamentos, pintura, escultura e conservação dos edificios. 

Estratégicamente apetitosa, Praga pela sua posição central na Europa vive rodeada de predadores vizinhos que ao longo dos tempos a foram invadindo.

É a determinação do povo checo que mantém vivas as suas raizes culturais, o valor da sua arte, do seu património - toda a cidade de Praga é um museu ao ar livre. É impressionante.

Praga é também apetitosa para uma deliciosa viagem romântica... e familiar, que foi o caso.

Para quem gosta de apreciar o Belo, aconselho inserir Praga no seu roteiro.

 

 

 

temas:
publicado por yuki às 20:53
link do post | conversar | ver conversas (1) | favorito
Terça-feira, 12 de Setembro de 2006
Simplesmente

(...)

You must remember this
A kiss is just a kiss, a sigh is just a sigh.
The fundamental things apply
As time goes by.

And when two lovers woo
They still say, "I love you."
On that you can rely
No matter what the future brings
As time goes by.

Moonlight and love songs
Never out of date.
Hearts full of passion
Jealousy and hate.
Woman needs man
And man must have his mate
That no one can deny.

It's still the same old story
A fight for love and glory
A case of do or die.
The world will always welcome lovers
As time goes by.

Oh yes, the world will always welcome lovers
As time goes by.

 

temas:
publicado por yuki às 23:38
link do post | conversar | ver conversas (2) | favorito
.moi même
.procurar
 
.Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
.Ultimas

. Mudanças de Blog

. Missing

. Livraria Bertrand

. Uma Questão de Sementes

. Amiga

. Som de Água

. Ser feliz

. Mais antítese

. Antítese de muitos

. Uma questão de correspond...

.baú

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.temas

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds