Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006
Passear em CDG

Há quem goste de ir a Paris para ver a Torre Eiffel, para fazer compras na Casa Chanel, para se deliciar nos crêpes de mel (esta foi pra poder rimar).

E há quem goste de ir a Paris para ver a mala rolar no tapete das bagagens e voltar de novo à sua terra natal.

Pois bem, esta é uma experiência frustrada, de uma tentativa frustrada, de uma viagem frustrada a Punta Cana - via Paris. Frustrei-me a mim, ao pequenino e foi uma frustração para dar e vender.

Nada de classe "Alizé" (uma coisa mais confortável que ir no porão, mas não tão boa como a executiva), nada de filme "Carros" no televisor da cadeira a viagem toda, nada de fotos à chuva qd chegássemos, nada de nadar em águas cristalinas, nada de jacuzzis que é a piada total do meu Afonso - uma piscina com bolhinhas!

Para apimentar a coisa, mesmo avisando do sucedido, ainda gramei com o pagamento total dos transferes, duma noite de hotel e com sorte se conseguir embarcar pró ano, fica a crédito nessa viagem. Simpáticos.

Pronto, tenho que arranjar maneira de compensar o Afonso (e a mim) desta cegada toda.

Não contei é que fiquei em terra, pq o vôo estava cheio e qd assim é, a malta da companhia - que vai sem reservas - é a primeira a ficar no mato, ou neste caso: a ver rolar a mala de volta no tapete... e explicar isso a uma alma sedente de praia e com 5 anos de entendimento?

Pois, acreditem que não é nada fácil e até porque ser mãe aldrabona, quando afinal apenas se queria dar o máximo de diversão e alegria ao rebento, é complicado.

Mas nada que me afecte, ora não seja eu a campeã lider inconfundivel das contrariedades da vida.

É o que fazem as cicatrizes: protegem, à boa maneira do Faroeste, mas protegem.

... e acalentam novas investidas! Até porque o sol nasce de novo amanhã e navegar é preciso.

 

temas:
publicado por yuki às 21:49
link do post | conversar | favorito
|
4 comentários:
De preconceitos a 22 de Novembro de 2006 às 11:45
É isso que o sol tem.
Diáriamente gratifica-nos com aquela volta, não tão gratuita como isso (por vezes viver não é fácil)
E tem mais.
Mesmo escondido atrás dos farrapos das nuvens, nós estamos certos da sua presença.
E o ontem já passou.
Uma mãozinha de ternuras ao "velho" Afonso.
De yuki a 26 de Novembro de 2006 às 20:50
... e o "velho" Afonso muito agradece!

How many times have you woken up and prayed for the rain?
How many times have you seen the papers apportion the blame?
Who gets to say?
Who gets to work and who gets to play?
I was always told at school, everybody should get the same.

How many times have you been told if you don't ask you don't get?
How many times have you wasted your money? your Mother said you shouldnt bet.
Who has the fun?
Is it always a man with a gun?
Someone must have told you if you work to hard you can sweat?

There's always the sun.
mmmm
There's always the sun.
Always, always,always the sun.

[The Stranglers - Always the Sun]
De polosul a 30 de Novembro de 2006 às 01:08
Carissima, isso é que é pegar nos cornos da coisa com humor e cintura! O gaiato tem 5 anos de entendimento, mas tb há-de ter 5 anos de perdão. Basta explicar. E eles esquecem, desde que os tratemos bem. E aquela viagem à Eurodisney deve ter-lhe feito as delícias...
De yuki a 1 de Dezembro de 2006 às 12:47
... se fez!!

A ele e a mim (:

Comentar post

.moi même
.procurar
 
.Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
.Ultimas

. Mudanças de Blog

. Missing

. Livraria Bertrand

. Uma Questão de Sementes

. Amiga

. Som de Água

. Ser feliz

. Mais antítese

. Antítese de muitos

. Uma questão de correspond...

.baú

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.temas

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds